InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Parceria] Saint Seiya RPG - Santuário RPG
Qui Jun 29, 2017 2:39 pm por Hades

» Final Alternativo - 02
Qui Jun 01, 2017 4:06 pm por Tony.Cyt

» Final Alternativo - 01
Ter Maio 23, 2017 10:46 am por Tony.Fenix

» Schenee - Amazona de Dourado - O Templo
Ter Fev 21, 2017 8:12 pm por SchneeKS

» [Parceria] Realm of Legends - Saint Seiya RPG
Sab Jan 21, 2017 12:06 am por Hades

» A Grande Batalha de Asgard
Seg Dez 26, 2016 5:42 pm por Anthea

» Pantheras e Raika - Um mergulho nas Trevas
Seg Dez 19, 2016 9:17 pm por Tony.Kage

» Aioria de Leão - A Adaga Dourada
Seg Dez 19, 2016 7:28 pm por Mu.

» A Rebelião dos Anjos
Dom Dez 11, 2016 11:29 pm por Grande Mestre

» Scorpio - A queda dos anjos
Qui Dez 08, 2016 5:49 pm por ScorpioKS

» Aella - O Resgate da Armadura
Qui Dez 08, 2016 5:40 pm por Art08

» Morto e Olívia - O Inimigo Atemporal
Dom Dez 04, 2016 10:47 pm por Mortinho

Fichas
ADMs e Narradores

Compartilhe | 
 

 A Saga de Malphas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18, 19, 20  Seguinte
AutorMensagem
Alexia.

avatar

Mensagens : 312
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sex Jul 10, 2015 8:45 am

- Mi...serável!

Ela estava me estrangulando, mais um pouco e eu estaria morta!

"Isso não pode ficar assim. Alta..."

- ... Voltagem!

Multiplico ao máximo, mirando o estômago dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Drinian

avatar

Mensagens : 172
Data de inscrição : 06/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sex Jul 10, 2015 5:47 pm

-Sim estou. - Responde a Musa. Ela olha para Alexia e para Greta...

-Desculpa Caliope, mas Greta é minha missão... - diz para a menina e segue em direção a Greta. Corre o mais rápido que pode para conseguir tirar a menina daquelas sombras. - Aguenta ai ,Greta! - grita para a menina. Continua com a mesma estratégia com suas ilusões avançando até a menina.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grande Mestre
Admin
avatar

Mensagens : 459
Data de inscrição : 06/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sex Jul 10, 2015 11:37 pm

Odisseu:

Odisseu não consegue ver a criatura, mas consegue senti-la como a presa sente o tubarão se aproximar. Para se defender, ele ergue a sua barreira de Luz.

Malphas ataca: Força + Habilidade + 1D = FA 28

Odisseu usa reflexão (Revertendi): Luz 3 x3 + Habilidade 4 (-2 por velocidade da luz) + 1D (5) = FD 16


Odisseu só tem tempo de ver o borrão de Malphas aparecendo diante de seus olhos, com um soco, ela quebra sua barreira como uma vidraça e atinge o peito do Celestial com uma força que ele jamais provou. O impacto do golpe tão forte é que lança Odisseu contra a parede atrás dele e o faz atravessá-la, indo parar rolando estabanado na sala onde toda a batalha acontecia.

Odisseu: - 12 Pvs


No chão, o Celestial pode ver que o cenário havia se modificado um pouco, que a batalha entre as garotas e as bruxas se tornou mais intensa, e que havia novas presenças naquele salão. Uma delas vem em sua direção, e Odisseu pode repara na armadura branca, nas formas femininas, na máscara inexpressiva que em nada tinha a ver com o rosto por trás dela.

- Odisseu! Odisseu, vc está bem?

A musa soergue seu corpo, mantendo a cabeça do Celestial apoiada em seu peito. Era Thalia quem o amparava. Odisseu tinha agora motivos para sorrir, mas daquele ângulo ele também podia ver aquela coisa monstruosa passando para o salão através do buraco que seu corpo criou na parede.


Raika e Drinian:

Raika se mantém parada, quieta. Assim consegue ficar quase invisível para todos naquele lugar. Até mesmo o Cavaleiro de Ouro parecia distraído demais para percebê-la. Desta forma, ela só precisava esperar que suas sombras escravas trouxesse a menina para seus braços, porém, Raika percebe que uma das Satélites haviam visto o rapto, e que tentava a todo custo interferir, segurando o braço da menina para impedir que ela se vá. Antes que possa tomar qualquer atitude sobre isso, Raika se surpreende ao ver alguém destruindo a parede próxima a ela, e um corpo sendo arremessado pela sala, parando somente no outro extremo dela. Do buraco que foi feito naquela parede, uma coisa semelhante a uma guerreira com sua armadura, mas que pelo tipo de cosmo maligno que espalha pelo ambiente, é notável que aquilo não era humano. Ela possui uma pele cinza como se nenhum sangue corresse pelo seu corpo. Os cabelos pretos mediam até os ombros e no rosto ela tinha uma máscara medieval.

Drinian, ao notar Greta sendo levada por aquelas mãos sombrias, corre em direção a menina, vendo suas ilusões fazerem a mesma coisa que ela, como reflexos em um espelho. As sombras não eram tão velozes quanto ela, e nem tão fortes. Segurando o braço de Greta, ela começa a medir forças com aquelas mãos negras. Mas de repente a parede a direita dela é explodida de dentro para fora. Um corpo passa voando em grande velocidade muito próximo a ela, e só para no outro extremo da sala. Só que mais surpreendente que isso foi o cosmo maligno que a Satélite passou a sentir logo em seguida. Basta Drinian olhar para o lado para ver entre a nuvem de poeira da parede derrubada uma mulher inumana vestindo uma armadura velha e rudimentar. Ela tem a pele cinza, cabelos negros curtos e o rosto coberto por uma máscara negra grosseira. Essa coisa era a origem daquele cosmo tão podre, mas Drinian não faz ideia do que ela é.


Pantheras:

Analisando o ambiente ao seu redor, Pantheras nota que uma garota frágil demais para ser uma guerreira era levada por vários braços feitos de sombra. Uma das Satélites se deslocava da sua posição de combate para ir socorrê-la, medindo forças com aqueles braços sombrios. Logo em seguida a parede a direita é destruída, e um corpo sai voando pelo salão até a ala esquerda. Thalia, que estava ao lado do Espectro, parecia conhecer aquele que foi atacado, então corre em sua direção para socorrê-lo, apesar da reprovação de Camus:

- Thalia!

Ele fecha os olhos, resignado com a atitude de sua aprendiz.

- É melhor ficar atento, Espectro. O dono deste cosmo maligno está muito próximo.

Bastou Camus proferir estas palavras para uma criatura sair de dentro da parede destruída. Parecia com uma mulher, uma guerreira, mas sua pele cinza e seu olhar medonho por trás daquela máscara não podiam pertencer a uma humana. Sua armadura era velha e mal acabada, porém isso não significa menos poder. Seu cosmo era grande demais, maligno demais. Ela era a origem daquela terrível sensação que fez até mesmo Camus temer.

- Não é possível que essa monstruosidade tenha mesmo vindo ao nosso mundo. O pior pesadelo de Athena realmente se concretizou!


Aléxia:

A luta da Satélite era violenta. Valentina havia agarrado seu pescoço com tanta fúria que não soltaria nem mesmo após a morte. Sentindo isso, Aléxia decide usar sua técnica, e assim, ondas elétricas começam a correr pelo seu corpo.

Aléxia usa ataque especial preciso (Alta Voltagem): Eletricidade 3 x2 + Habilidade 2 + 1D (6) = FA 14

Valentina: Armadura + 1D = FD 3


Aléxia mira o estômago da bruxa, e um violento raio atravessa o corpo da oponente, fazendo ela cuspir sangue próximo ao rosto da Satélite. Seu cadáver cai sobre Aléxia ao mesmo tempo que as mãos se aliviam do pescoço. Porém, alguém logo aparece para tirar aquele peso morto de cima da Satélite. Era Calíope, que lhe oferece a mão para levantar e diz:

- Vc tá péssima. Prometo que não te deixo mais sozinha.

Quando a Satélite se levanta, Calíope continua falando:

- Oh, oh... Temos companhia indesejada.

A musa olha na direção de uma parede destruída a pouco, e as duas veem uma criatura com forma de uma guerreira de armadura antiga e pele cinzenta, mas emanando o cosmo de um verdadeiro demônio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blazecosmo.forumeiros.com
LeeSiuLoong

avatar

Mensagens : 341
Data de inscrição : 04/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sab Jul 11, 2015 11:25 am

Eu tinha tido sorte em sobreviver a força daquela criatura era desperta descomunal a maldade exalava por onde ela passava. Eu não podia deixar que o mundo fosse visto por ela.  

Minha defesa foi desfeita como papel e meu corpo em meio a imensa dor jogado longe.  Sentia o sangue vindo até minha boca,  mas eu não poderia desistir.  Eu lutaria até o fim pela glória de meu senhor Zeus.

Em meio a dor um momento de acalento e felicidade minha doce Thalia me socorre,  mesmo contrário ao pedido de seu mestre. Com um sorriso tentando anima-la digo:

_Estou bem melhor agora, foi somente um arranhão. Fique perto do santo de ouro, nesse momento ele pode te proteger melhor do que eu.

Levanto-me em meio a dor e observo ao redor,  as bruxas estavam mortas isso era bom. Eu via somente guerreiros sagrados mesmo que de divindades diferentes,  mas nesse momento não deveríamos ser inimigos.

_Guerreiros sagrados essa criatura que surge é algo que não deve sair daqui,  seu poder e maldade fazem frente aos deuses.  Sei que temos diferentes opiniões sobre o mundo, mas nesse momento de dificuldade não devemos nos dispersar.  Preciso de um milagre que seria a união de todos nós nesse momento.  Se Malpas sair daqui o mundo como conhecemos não existirá mais.  Ela é uma ameaça inigualável e talvez o maior adversário que encontraremos nas nossas vidas.  Eu Aeterno de Odisseu celestial de Zeus peço humildemente a todos vamos unir nossos cosmos ao máximo criando um ataque que possa derruba-la de uma vez,  aqui deve ser o túmulo definitivo dela.

Elevo meu cosmo ao máximo e disparo contra ela,  tinha fé que pudessem todos meu ajudar.

_FINITO.

Off cosmo vezes 3


_________________

O vigia do mundo



Última edição por LeeSiuLoong em Qui Jul 16, 2015 2:45 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Kage

avatar

Mensagens : 289
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Seg Jul 13, 2015 9:14 pm

Enquanto comandava as minhas sombras para envolver a garota e era impedida por uma guerreira... Uma explosão ocorre e vejo que o celestial cai do outro lado da sala...

Pelo buraco aberto, uma mulher com um cosmo Maligno sai... Ela usava uma armadura bem diferente de todas que já havia visto... O cosmo maligno era bem diferente do meu cosmo... Mesmo sendo mal, eu pretendia transforma o mundo... Mas ela, parecia apenas querer destruir...

Será que ? Essa garota ?

Tento sentir se o cosmo da mulher é similar ao que senti na mente da garota...

Pantheras... Essa garota que está em minhas sombras deve ser a hospedeira dessa criatura... Temos que tirar essa garota daqui... Pandora saberá o que fazer com ela... Não podemos deixar que os outros guerreiros a tenham e nem essa mulher...

Ouço as palavras do celestial... Sei que temos que destruir a mulher, mas confiava que Pantheras a ajudaria a destruir... Eu iria tentar por a garota em segurança e em minha posse... Seria um excelente presente para Pandora...

Deixava as minhas sombras envolverem ainda mais a garota a sufocando, queria que a mesma perdesse a consciência (Sem matar) para que eu pudesse teleportar a mesma... Tinha que ser rápida... Se necessário, as minhas sombras aprisionariam também a guerreira...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pantheras

avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qui Jul 16, 2015 12:32 pm

Olho ao meu redor, procurando por Raika enquanto ela fala comigo mentalmente.

"Você acha mesmo que ela tem alguma coisa a ver com esta criatura? Então mate-a agora mesmo. Não podemos levar este monstro até Pandora, seria perigoso." Alerto mentalmente a minha parceira.

Recebo as palavras de Camus como algo muito sábio de ser dito, e como se elas fossem uma profecia, a dona do cosmo surge após um grande alvoroço. Uma criatura que por mais que parecesse, não era nem um pouco humana.

- O que vamos fazer agora, Cavaleiro de Ouro? - Pergunto, lutando resistir e não recuar diante daquela coisa.

_________________
Um Demônio em metamorfose. A bela borboleta convidando para o mundo dos mortos...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexia.

avatar

Mensagens : 312
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sex Jul 17, 2015 10:00 am

Tento me livrar do corpo daquela mulher, mas é Calíope que me ajuda. Aceito sua mão mão para me levantar, começando a perceber que ela estava sempre lá quando eu precisava.

- Obrigada, mamãe.

Enquanto conversávamos, uma verdadeira bagunça acontecia. Olhei para tudo apenas com aquela coisa que só parecia uma mulher surgia com seu cosmo extremamente maligno.

- É melhor se preparar, Calíope.

Ao ouvir as palavras daquele estranho guerreiro, pego meu arco e aponto para aquele monstro.

"Ele tá certo, mesmo com as obvias diferenças, precisamos lutar juntos."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Drinian

avatar

Mensagens : 172
Data de inscrição : 06/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Dom Jul 19, 2015 8:54 pm

- O que é isso?! - diz espantada. Aquele cosmo vinha daquela mulher?

"Então, eles queriam Greta para isso...Mas pq?" Se questiona. Continua puxando Greta, tenta não prestar muita atenção na mulher. Tinha que resgatar a menina, não iria se perdoar se não conseguisse isso. Porém, aquele cosmo a incomodava.

-Greta, me ajuda, faça força. Temos que sair daqui...Ela...Vamos.. - pela primeira vez naquele dia sentiu um pouco de medo. Não da entidade que aparecia, mas de não cumprir sua missão.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grande Mestre
Admin
avatar

Mensagens : 459
Data de inscrição : 06/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qua Jul 22, 2015 10:42 am

Odisseu:

Movido pelo senso do dever, Odisseu discursa para os guerreiros que vê naquela sala, mas todos demonstram ainda estar impressionados demais com a presença e o cosmo daquela mulher. Mesmo assim, o Celestial começa a queimar seu cosmo e quando chega à proporção máxima, se prepara para criar as suas estrelas. Porém, Thalia segura a sua mão para contê-lo, e a energia se desfaz entre o dedo dos dois. Através daquela máscara, ela olha nos olhos de Odisseu e diz:

- Essa mulher é perigosa demais. Não sente o cosmo dela? Ficar atacando e atacando não vai adiantar.

Sem esperar pela resposta de Odisseu, Thalia olha para trás, para o cavaleiro de ouro ao longe, ao lado de outro guerreiro.

- Camus de Aquário, um dos mais poderosos Cavaleiros de Ouro, está aqui conosco. A própria Athena falou a ele sobre a criatura, ele saberá o que fazer.

A garota mal termina de falar e a voz do Cavaleiro de Ouro é ouvida em um grito que ecoa por toda a sala. O ambiente ao redor começa a ficar tão frio que até mesmo a armadura dos dois congela parcialmente. Odisseu e Thalia se abraçam instintivamente, e quando voltam os olhos novamente para a cena, encontram a terrível Malphas transformada em uma estátua de gelo.


Raika:

Confusa em relação a mulher e a garota, Raika tenta sentir e comparar o cosmo das duas. Na garota ela sente os traços de um cosmo maligno, mas é uma maldade muito pura, como se um santo pudesse pertencer ao inferno. Já na mulher, ela sente aquela maldade hostil, que passa de todos os limites da compreensão humana. Definitivamente aqueles dois cosmos não eram nada parecidos.

Raika escuta a resposta mental de Pantheras, e com uma ordem sua, as sombras começam a sufocar Greta. A garota começa a se contorcer de forma inútil, e nem a ajuda da Satélite parece capaz de livrá-la de suas sombras. Pouco a pouco os planos de Raika iam se realizando.

Um brado é ouvido não muito longe, e uma grande rajada de ar gelado faz a Espectro perder a visão de tudo por um instante. Depois de alguns instantes de pânico, Raika pode abrir os olhos novamente, e o que ela vê é assustador. Todo o salão estava congelado, com grandes estalactites no teto. Até os braços de sombra que seguravam Greta foram congelados, como se fossem feitos de matéria, e ainda mantinham a garota entre seus dedos. Um pouco mais a frente, Raika vê que Malphas, aquele ser de extrema periculosidade foi transformado em uma estátua de gelo!


Pantheras:

Quando Pantheras olha ao redor da sala, vê mãos feitas de sombras arrastando e logo em seguida sufocando uma garota, enquanto uma das Satélites tentava sem sucesso puxá-la de volta.

Pantheras testa Percepção (Teste de Habilidade -3): Resultado = 2


Para o Espectro, estes braços sombrios vinham da escuridão abundante daquele lugar, sem uma origem definível. Camus parecia ter notado a agitação também, talvez algo mais, mas sua expressão permanecia tão fria quanto seu cosmo, centrado na criatura que havia surgido. Pantheras não sabia dizer se ele estava concentrado demais ou apenas não se importava. O Cavaleiro fica em silêncio por um tempo, e enfim reúne coragem o suficiente para responder:

- Acho que Athena estava falando dessa coisa. Ela falou de forma enigmática, mas só pode ser isso. Tem de ser isso!

Camus eleva o seu cosmo, e toda a sala começa a congelar superficialmente com o ar frio que circula ao redor dela.

- Pó de Diamante!

O Cavaleiro de Ouro desfere um soco, e de seu punho surge uma rajada de ar muito gelado que vai em direção a Malphas. As ondas do golpe forçam Pantheras a colocar os braços a frente do rosto, a recuar até o corredor para se proteger daquele frio terrível. Quando o Espectro abre os, vê o salão inteiramente congelado, e como se para enfeita-lo, Malphas na forma de uma estátua de gelo.


Aléxia:

As duas garotas estavam prontas para agir com as palavras daquele guerreiro que foi brutalmente lançado até a sala. Calíope começava a queimar seu cosmo ao máximo, enquanto Aléxia preparava mais uma flecha. No entanto, quando estavam prestes a atacar aquela coisa, o Cavaleiro de Ouro o faz antes, lançando uma rajada de gelo tão forte naquela mulher que chegava a se assemelhar a uma grande nevasca.

Quando as duas voltam a enxergar, encontram o cenário totalmente modificado. Tudo havia sido encoberto pelo gelo, inclusive aquela mulher terrível, que agora havia se transformado em uma grande estátua.


Drinian:

Greta se esforçava para se libertar como a Satélite havia pedido, mas ela era apenas uma humana. A própria Drinian não tinha tanta força, e começava a perder na disputa. Agora as mãos não só puxavam Greta, elas a impediam de respirar e a estrangulavam. Se Drinian nada fizesse, a garota iria morrer.

Drinian ainda tentava puxar Greta para si, quando uma rajada de gelo vinda de suas costas encobre todo o cenário, interrompendo seu trabalho por alguns instantes. Assim que ela abre os olhos, vê que Greta estava desacordada, e que as mãos que a seguravam haviam congelado totalmente. E não foram apenas as mãos. Aquela criatura de cosmo terrivelmente hostil também havia congelado, convertendo-se em uma estátua de gelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blazecosmo.forumeiros.com
Tony.Kage

avatar

Mensagens : 289
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qua Jul 22, 2015 11:45 am

Ouço Pantheras falar para eu matar a garota... Mas a sensação que sinto é que devo protege-la... Ao sentir os cosmos, vejo que apresentam maldades... Mas completamente diferentes...

Enquanto o da mulher me causa repulsa... O da garota é puro... Eu definitivamente sentia que fazia o correto... As minhas sombras sufocavam a garota, logo ela perderia a consciência...

Não... Estou errada... Ela não tem haver com a essa criatura... Ela é importante, sinto que preciso protege-la com a minha vida...

Tento contato por telepatia com Pandora para informar que estava teleportando a garota Greta... Então tudo fica branco... Por um momento, penso que fui atingida por algum ataque, mas logo vejo a mulher com armadura congelada... E até mesmo as minhas sombras foram congeladas...

Vejo que a garota está desacordada... Tento teleporta-la para Pandora... Ela saberia o que fazer com a garota...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Saga de Malphas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 17 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18, 19, 20  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Blaze Cosmo  :: 
MENU
 :: Registros
-
Ir para: