InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Parceria] Saint Seiya RPG - Santuário RPG
Qui Jun 29, 2017 2:39 pm por Hades

» Final Alternativo - 02
Qui Jun 01, 2017 4:06 pm por Tony.Cyt

» Final Alternativo - 01
Ter Maio 23, 2017 10:46 am por Tony.Fenix

» Schenee - Amazona de Dourado - O Templo
Ter Fev 21, 2017 8:12 pm por SchneeKS

» [Parceria] Realm of Legends - Saint Seiya RPG
Sab Jan 21, 2017 12:06 am por Hades

» A Grande Batalha de Asgard
Seg Dez 26, 2016 5:42 pm por Anthea

» Pantheras e Raika - Um mergulho nas Trevas
Seg Dez 19, 2016 9:17 pm por Tony.Kage

» Aioria de Leão - A Adaga Dourada
Seg Dez 19, 2016 7:28 pm por Mu.

» A Rebelião dos Anjos
Dom Dez 11, 2016 11:29 pm por Grande Mestre

» Scorpio - A queda dos anjos
Qui Dez 08, 2016 5:49 pm por ScorpioKS

» Aella - O Resgate da Armadura
Qui Dez 08, 2016 5:40 pm por Art08

» Morto e Olívia - O Inimigo Atemporal
Dom Dez 04, 2016 10:47 pm por Mortinho

Fichas
ADMs e Narradores

Compartilhe | 
 

 A Saga de Malphas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19, 20  Seguinte
AutorMensagem
LeeSiuLoong

avatar

Mensagens : 341
Data de inscrição : 04/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qui Jul 23, 2015 8:51 am

Minha doce Thalia me impede de prosseguir, analisando mais calmamente a situação ela estava certa, eu em minhas condições atuais era incapaz de eliminar ou mesmo retardar aquela ameaça ao mundo. Sentia uma tristeza nisso, mas ao mesmo tempo estava feliz por Thalia estar bem. Olho para o cavaleiro de Ouro e quando penso em me levantar uma forte nevasca nos atinge, sabia que era o cosmo do santo dourado.

O poder era imenso, felizmente alguém desse nível estava em nosso lado, abraço Thalia como se fosse protege-la do frio, sinto parte da minha armadura congelar, assim como da minha doce musa. Abro minhas asas para protege-la do frio. Quando acaba Malpa está congelada. Realmente os santos dourados era guerreiros poderosíssimos.

Tento sentir o cosmo da criatura, saber mesmo se ela está totalmente presa, enquanto me levanto e levanto Thalia. Caminho até Camus atrás dele um espectro, parecia ferido, mas se estava ali com um guerreiro de Athena, não deveria ser inimigo. Curo o espectro enquanto, abraçado com Thalia, mas olhando para a estátua de gelo;

_Obrigado santo de ouro, infelizmente não consegui impedir a ressurreição dessa, cheguei tarde.

Elevo um pouco meu cosmo para quebrar o gelo das armaduras de Odisseu e Cisne.


off: Caríssimo GM, quando o Camus for lançar o Execução Aurora quero me certificar de estar a pelo menos 3 planos de existência dele, não quero viver na era glacial. Obrigado! kkkkkk

_________________

O vigia do mundo

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexia.

avatar

Mensagens : 312
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Dom Jul 26, 2015 10:11 am

Quando retirei meu primeiro dedo para lançar a flecha, vejo aquela nevasca vindo em minha direção e isso interrompe tanto o meu ataque quanto o da Calíope. Tento me proteger da melhor maneira que posso, mas o frio era intenso demais, e eu achei de verdade que seria congelada ali mesmo.

“É assim que eu vou morrer? Depois de tudo pelo o que passei?”

Toda a minha vida passa pela minha mente num segundo, mas em seguida eu abro os olhos e vejo que o ataque não estava direcionado a mim. Foi aquela mulher horrível quem acabou congelada, vitima do ataque de um Cavaleiro de Ouro.

- Ele conseguiu, Calíope. O zero absoluto conseguiu vencer aquele cosmo tão hostil.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pantheras

avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qui Jul 30, 2015 12:30 am

“O que você diz é um pouco confuso para mim, Raika. Onde você está? Está sentindo esse cosmo maligno também? É assustador.” Digo em pensamento a Raika.

Eram bem estranhos aqueles braços feitos de sombra movendo-se vivamente. De onde Raika os estaria controlando. Ela não devia estar longe. Estranho mesmo era ver como o Cavaleiro de Athena não parecia se importar com aquilo, de tão concentrado naquela mulher.

- Mas o que... – Eu dizia, vendo Camus elevar seu cosmo dourado.

Ele ergue seu punho e uma forte nevasca toma conta de tudo. Sou obrigado a recuar para não ser afetado por aquele frio tão intenso.

“Esse cosmo... Talvez ele possa derrotar aquela mulher” penso, colocando os braços a frente do rosto.

De fato era. Após aquele golpe, a coisa estava inteiramente congelada, junto com tudo a nossa volta.

- Camus, você conseguiu. – Digo.

_________________
Um Demônio em metamorfose. A bela borboleta convidando para o mundo dos mortos...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Drinian

avatar

Mensagens : 172
Data de inscrição : 06/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qui Jul 30, 2015 8:21 am

Vejo as sombras tentarem sufocar Greta... Grito para que a mesma lute... Mas se eu não estava tendo forças, como ela teria ?

Ainda tentava puxa-la, mas então um ar frio me atinge, fecho os olhos e sinto os dedos de Greta escaparem das minhas mãos... Ao abrir os olhos, vejo que Greta desmaiou, e as sombras estão congeladas... Olho a volta e vejo que a Mulher de Cosmo terrível estava transformada em uma estatua de Gelo...

"Então o Cavaleiro de Ouro conseguido derrota-la..."

Tento alcançar Greta e puxa-la a mim, quebrando o gelo... Procuro queimar o meu cosmo para que derrete-se o Gelo... Tinha que alcançar aquela garota, não podia deixa-la ser tragada para as Sombras.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grande Mestre
Admin
avatar

Mensagens : 459
Data de inscrição : 06/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qui Jul 30, 2015 10:18 pm

Raika:

Após a intensa nevasca, uma neve de cristais cai pela sala tinginda de branco pelo gelo. Raika aproveita este momento para entrar em contato telepático com Pandora. Em seu castelo, bebendo um chá tranquilamente, a sacerdotisa de Hades responde:

“Raika, o que foi?”

Tentar teleportar Greta de onde estava seria impossível. A Espectro teria de se aproximar da garota e tê-la em seus braços para isso. Ao constatar essa realidade, Raika repara que a Satélite que puxava Greta, agora está tirando a garota de seu domínio e a tem nos braços facilmente, agora que as sombras se tornaram ineficazes.

- Não me agradeçam ainda. A batalha não terminou, jovens guerreiros misteriosos. Para aqueles que ainda não sabem, está criatura é ninguém menos do que Malphas, um dos Carrascos aprisionados em outro plano pelos deuses. Eu poderia passar horas aqui explicando o que ela é de verdade, mas não temos tempo. Deixem que o cosmo que sentiram dela lhes diga que tipo de inimigo ela é. Por enquanto preciso de vcs para uma missão que Athena confiou a mim.

Essa voz e discurso eram do Cavaleiro de Ouro em uma das três entradas daquela sala. Ele continua:

- Um companheiro Lemuriano falou-me sobre uma forma de destruir a armadura desta coisa. Será necessário que cinco poderosos ataques a atinjam simultaneamente, e que estes cinco ataques formem um pentagrama no corpo dela. Não sei se ainda possuo cosmo o o suficiente para gerar um ataque tão poderoso, então o destino do mundo está nas mãos de vcs. É agora ou nunca!


Odisseu:

Off: uhauhahuaa vc acha que iria viver? Todos estariam mortos a essa altura do campeonato.

Thalia recebe o seu abraço com enorme vontade, pousando sua cabeça por um momento no peito do Celestial enquanto era coberta por suas belas asas brancas. Ao tentar sentir o cosmo da criatura, Odisseu percebe que um tipo de fumaça negra está exalando daquele esquife onde ela foi presa, aquilo só podia ser o cosmo daquele monstro!  Quando Odisseu vai até Camus, Thalia o acompanha, segurando sua mão. Ambos saltam os cadáveres congelados das bruxas que antes lutavam ali.

- Não me agradeçam ainda. A batalha não terminou, jovens guerreiros misteriosos. Para aqueles que ainda não sabem, está criatura é ninguém menos do que Malphas, um dos Carrascos aprisionados em outro plano pelos deuses. Eu poderia passar horas aqui explicando o que ela é de verdade, mas não temos tempo. Deixem que o cosmo que sentiram dela lhes diga que tipo de inimigo ela é. Por enquanto preciso de vcs para uma missão que Athena confiou a mim.

O tom daquele Cavaleiro de Ouro era muito direto, e a sua voz era tão fria quanto o ar gelado que ele criava. Desta forma, ele prosseguiu com o seu discurso:

- Um companheiro Lemuriano falou-me sobre uma forma de destruir a armadura desta coisa. Será necessário que cinco poderosos ataques a atinjam simultaneamente, e que estes cinco ataques formem um pentagrama no corpo dela. Não sei se ainda possuo cosmo o o suficiente para gerar um ataque tão poderoso, então o destino do mundo está nas mãos de vcs. É agora ou nunca!

Off: O personagem de Pantheras não tá ali no momento, o ataque do Camus fez ele recuar para o corredor próximo a vc, por isso Odisseu não pode curá-lo e nem ver ele no momento.


Aléxia:

Calíope partilhava do mesmo sentimento de Aléxia, primeiro pensando que morreria e em seguida certa de que a situação tinha virado completamente quando viu aquela mulher congelada. A musa envolve o ombro da Satélite em um abraço respeitoso, celebrando a vitória. Mas este sentimento imediatamente se desfaz quando a voz do Cavaleiro de Ouro ressoa por toda a sala:

- Não me agradeçam ainda. A batalha não terminou, jovens guerreiros misteriosos. Para aqueles que ainda não sabem, está criatura é ninguém menos do que Malphas, um dos Carrascos aprisionados em outro plano pelos deuses. Eu poderia passar horas aqui explicando o que ela é de verdade, mas não temos tempo. Deixem que o cosmo que sentiram dela lhes diga que tipo de inimigo ela é. Por enquanto preciso de vcs para uma missão que Athena confiou a mim.

Essa informação surpreende Calíope, que desfaz o abraço e passa a olhar para o Cavaleiro de Ouro, ao lado de um casal de guerreiros.

- Um companheiro Lemuriano falou-me sobre uma forma de destruir a armadura desta coisa. Será necessário que cinco poderosos ataques a atinjam simultaneamente, e que estes cinco ataques formem um pentagrama no corpo dela. Não sei se ainda possuo cosmo o o suficiente para gerar um ataque tão poderoso, então o destino do mundo está nas mãos de vcs. É agora ou nunca!


Pantheras:

Supreso, o Espectro congratula Camus. Parecia mesmo que ele havia conseguido derrotar aquela mulher de cosmo tão hostil. Porém, Camus não se monstra satisfeito e muito menos aliviado. Ele continua olhando tenso para a mulher congelada como se sentisse que um perigo iminente viria dali. Thalia de Cisne e um outro guerreiro se aproximam, falando com o Cavaleiro de Ouro, e isso Pantheras percebe de dentro do corredor. Camus havia permanecido calado o tempo inteiro, mas enfim ele se manifesta:

- Não me agradeçam ainda. A batalha não terminou, jovens guerreiros misteriosos. Para aqueles que ainda não sabem, está criatura é ninguém menos do que Malphas, um dos Carrascos aprisionados em outro plano pelos deuses. Eu poderia passar horas aqui explicando o que ela é de verdade, mas não temos tempo. Deixem que o cosmo que sentiram dela lhes diga que tipo de inimigo ela é. Por enquanto preciso de vcs para uma missão que Athena confiou a mim.

Estas palavras eram um pouco confusas para Pantheras. Estranho imaginar que um homem como ele estivesse convocando a ajuda dos guerreiros presentes, sendo eles tão jovens, mas as palavras de Camus a seguir confirmam isso:

- Um companheiro Lemuriano falou-me sobre uma forma de destruir a armadura desta coisa. Será necessário que cinco poderosos ataques a atinjam simultaneamente, e que estes cinco ataques formem um pentagrama no corpo dela. Não sei se ainda possuo cosmo o o suficiente para gerar um ataque tão poderoso, então o destino do mundo está nas mãos de vcs. É agora ou nunca!


Drinian:

Agora que as sombras estavam congeladas, era fácil para Drinian recuperar Greta. Esta cai desmaiada em seus braços, segura agora. Uma coisa era notável após tudo que aconteceu. O gelo poderia muito bem ter congelado a garota também, mas não o fez. Teria sido sorte de Drinian ou o ataque do cavaleiro foi extremamente minucioso àquele ponto? A Satélite jamais saberia ao certo. Enquanto ela olhava para o sono frágil de Greta, a voz daquele poderoso guerreiro percorre todo o salão:

- Não me agradeçam ainda. A batalha não terminou, jovens guerreiros misteriosos. Para aqueles que ainda não sabem, está criatura é ninguém menos do que Malphas, um dos Carrascos aprisionados em outro plano pelos deuses. Eu poderia passar horas aqui explicando o que ela é de verdade, mas não temos tempo. Deixem que o cosmo que sentiram dela lhes diga que tipo de inimigo ela é. Por enquanto preciso de vcs para uma missão que Athena confiou a mim.

Drinian sentía-se envolvida naquele discurso, afinal, a missão que Calisto lhe dera era levar Greta viva até o Templo da Lua. Enquanto aquela mulher não fosse totalmente destruída, isso seria impossível.

- Um companheiro Lemuriano falou-me sobre uma forma de destruir a armadura desta coisa. Será necessário que cinco poderosos ataques a atinjam simultaneamente, e que estes cinco ataques formem um pentagrama no corpo dela. Não sei se ainda possuo cosmo o o suficiente para gerar um ataque tão poderoso, então o destino do mundo está nas mãos de vcs. É agora ou nunca!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blazecosmo.forumeiros.com
Tony.Kage

avatar

Mensagens : 289
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sab Ago 01, 2015 6:13 pm

A guerreira consegue tirar Greta de minha posse antes que eu consiga teleporta-la... Ouço a melodia da voz de Pandora em minha mente...

Minha senhora... Peço perdão por incomodá-la, mas existe alguém, que possui um cosmo poderoso vinculado... Sinto que devo proteger Greta do mal que está aqui... Os carrascos a querem... Queria pedir a sua ajuda e seu poder para retirá-la daqui...

Passo a imagem da mulher e de Greta... Iria fazer as minhas sombras novamente puxarem greta e a guerreira para escuridão... Ouço as palavras do Cavaleiro de Ouro, ele precisava de 5 guerreiros, vejo que existem 5 guerreiros ali, não era necessária...

_________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeeSiuLoong

avatar

Mensagens : 341
Data de inscrição : 04/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sab Ago 01, 2015 8:10 pm

off: por isso pedi os planos de existência de distancia.

Consigo proteger Thalia um pouco do frio, mas sentindo o cosmo negro da criatura percebo que ela ainda está viva e aquilo não a deteria por muito tempo. Ouço as palavras de Camus e sem pensar vou para uma posição aguardando o resto, elevo meu cosmo.

_Sim, pode contar comigo.

Tento elevar o cosmo ao máximo que posso, explodindo com toda a força que eu era capaz.
Aguardava os outros e no momento exato atacaria.

_________________

O vigia do mundo

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pantheras

avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sab Ago 01, 2015 10:44 pm

“Esse olhar.” Penso surpreso.

Mesmo após seu ataque, Camus não abaixou sua guarda nem por um instante. O que mais ele esperava olhando para aquele bloco de gelo? Suas palavras aos poucos vão deixando tudo mais claro.

- Não acabou... – Me dou conta um pouco cabisbaixo.

Não podíamos com aquela mulher. Essa era a verdade nua e crua. Mas Camus sugere um plano que nos possibilita sonhar. Destruir a armadura dela poderia enfraquecê-la.

- Deixa comigo! – Digo.

Dentro do corredor, começo a elevar meu cosmo, mais e mais até que ele atinja a sua potência máxima.

- Jamais vou permitir que uma presença suja como você contamine as futuras terras do Imperador com seu cosmo sujo. Sopro do Abismo! – Brado.

Saio voando do corredor e vou em direção a Malphas para atacá-la no ponto certo, multiplicando meu cosmo ao máximo.

_________________
Um Demônio em metamorfose. A bela borboleta convidando para o mundo dos mortos...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexia.

avatar

Mensagens : 312
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Qua Ago 05, 2015 9:44 am

Então não havia acabado. Bem que eu suspeitava, foi rápido demais para alguém com um cosmo capaz de destruir o mundo. Ouvi as palavras do Cavaleiro de Ouro, e preparei meu arco para atirar.

“Sei que não é uma técnica, mas é a minha melhor arma.”

Após ver o ataque dos outros guerreiros, eu atiro também, escolhendo um dos pontos disponíveis pra formar o tal pentagrama.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grande Mestre
Admin
avatar

Mensagens : 459
Data de inscrição : 06/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   Sex Ago 07, 2015 12:12 am

Raika:

Em sua mente, a Espectro consegue ouvir a chícara que Pandora segurava se quebrar. Segundos se passam sem que a senhora do mal se pronuncie, mas por fim, ela finalmente diz:

- Raika, traga Greta para o castelo, imediatamente. Traga-a viva e incólume.

Novamente Raika cria suas sombras, e elas avançam na direção de Greta, agarrando-a com extrema facilidade devido à falta de ação da guerreira que tentava salvá-la. Neste mesmo instante, Raika vê que cosmos de várias cores e vozes corajosas tomavam conta daquele salão. Eram os guerreiros que tentavam impedir Malphas, cada um deles usando suas técnicas de modo que todas elas juntas provocam uma intensa explosão contra a criatura congelada, cegando Raika por um instante...  

Quando a luz da explosão se dissipa, Raika vê aquela guerreira de cosmo diabólico novamente livre, mas agora com uma diferença: Sua estranha armadura estava em pedaços sobre o chão congelado. Malphas agora usava apenas sua máscara de aspecto assustador e roupas maltrapilhas. Mesmo após todos aqueles ataque ela permanece calma por um instante, mas esta era uma calma muito hostil, e sem que ninguém esperasse, ela avança na direção dos guerreiros que a atacaram, dando início à verdadeira batalha.


Odisseu:

Off: Para que o seu ataque dê certo contra Malphas, vou exigir um dano maior do que FA 12.

Seguindo as palavras de Camus, Odisseu explode seu cosmo ao máximo. Ele aguarda pelos outros e vê que a maioria dos guerreiros ao seu redor faz o mesmo. A Musa de Apolo, um pouco distante, queima seu cosmo de cor avermelhada. A Satélite ao lado dela empunha sua flecha especial. Mas ainda não era o bastante. Faltavam dois ataques para completar os cinco necessários. E eis que um guerreiro de armadura azulada e asas de mariposa surge voando de uma das entradas da sala, também ajudando com seu cosmo negro. Agora faltava apenas um, e é aí que Odisseu ouve a voz de Thalia ao seu lado:

- Trovão Aurora!

O amor da vida do Celestial também dava a sua contribuição para destruir a criatura, elevando seu cosmo de gelo e atacando com uma poderosa rajada de ar frio. Todos fizeram o mesmo, e enfim chegou a vez de Odisseu agir.

Odisseu usa ataque especial preciso (Finito): Luz 3 x3 + Habilidade 4 + 1D (1) = FA 14


O Finito de Odisseu não sai tão potente quando o Celestial está acostumado. As estrelas em explosão formam uma rajada de luz que se junta à flecha da Satélite, ao cosmo avermelhado da Musa, ao cosmo negro do guerreiro com asas de inseto, e também à técnica congelante de sua amada. Juntos, estes ataques atingem Malphas de uma só vez, e uma forte explosão ocorre, cegando a todos por um breve instante...

Quando a luz da explosão se dissipa, Odisseu vê aquela guerreira de cosmo diabólico novamente livre, mas agora com uma diferença: Sua estranha armadura estava em pedaços sobre o chão congelado. Malphas agora usava apenas sua máscara de aspecto assustador e roupas maltrapilhas. Mesmo após todos aqueles ataque ela permanece calma por um instante, mas esta era uma calma hotil, e sem que ninguém esperasse, ela avança na direção dos guerreiros que a atacaram, dando início à verdadeira batalha.


Pantheras:

Off: Para que o seu ataque dê certo contra Malphas, vou exigir um dano maior do que FA 12.

Mesmo com os dois braços quebrados, Pantheras avança sobre o inimigo e dá a sua contribuição. Aquele não era o comportamento esperado de um servo de Hades, mas o jovem Espectro dava mostras de que conseguia pensar além de toda ganancia e loucura que perseguia sua classe. Enquanto se aproximava para atacar, Pantheras vê que outros guerreiros também fazem o mesmo, unindo-se a ele.

Pantheras usa ataque especial paralisante (Sopro do Abismo): Trevas 4 x4 + Habilidade 4 (-2 por fratura) + 1D (4) = FA 22


O Sopro do Abismo de Pantheras começa como uma espessa fumaça, e aos poucos se transforma em uma rajada de cosmo negro, que se junta as técnicas dos demais guerreiros e forma uma força impressionante a avançar na direção do inimigo, e o choque de todos esses ataques contra o alvo cria uma grande explosão, cegando Pantheras por um breve momento...

Quando a luz da explosão se dissipa, Pantheras vê aquela guerreira de cosmo diabólico novamente livre, mas agora com uma diferença: Sua estranha armadura estava em pedaços sobre o chão congelado. Malphas agora usava apenas sua máscara de aspecto assustador e roupas maltrapilhas. Mesmo após todos aqueles ataque ela permanece calma por um instante, mas esta era uma calma hostil, e sem que ninguém esperasse, ela avança na direção dos guerreiros que a atacaram, dando início à verdadeira batalha.


Aléxia:

Off: Para que o seu ataque dê certo contra Malphas, vou exigir um dano maior do que FA 12.

Enquanto a Satélite preparava a flecha em seu arco, Calíope, ao seu lado, começa a elevar seu cosmo para também ajudar. A Musa olha para Aléxia, sorri e faz um sinal positivo com a cabeça. Um forte laço nasce com aquele gesto, e a fada agora sabia que podia contar com aquela garota, talvez para sempre. Juntas, as duas atacam.

Aléxia atira sua flecha: Poder de Fogo 2 (+6 por arma especial) + Habilidade 3 + 1D (5) = FA 16


A flecha de Aléxia é como um guia para todas aquelas rajadas de cosmo, e as técnicas dos outros guerreiros giram ao redor dela, sendo conduzidas em diração à criatura congelada. O choque destes ataques forma uma onda massiva, que explode e faz com que tanto Aléxia quando Calíope sejam ofuscadas por um breve momento...

Quando a luz da explosão se dissipa, Aléxia vê aquela guerreira de cosmo diabólico novamente livre, mas agora com uma diferença: Sua estranha armadura estava em pedaços sobre o chão congelado. Malphas agora usava apenas sua máscara de aspecto assustador e roupas maltrapilhas. Mesmo após todos aqueles ataque ela permanece calma por um instante, mas esta era uma calma hostil, e sem que ninguém esperasse, ela avança na direção dos guerreiros que a atacaram, dando início à verdadeira batalha.  


Aléxia, Odisseu & Pantheras:

Iniciativa:

1° Malphas: Habilidade + 1D = 13
2° Odisseu: Habilidade 4 + 1D (5) = 9
2° Pantheras: Habilidade 4 + 1D (5) = 9
3° Aléxia: Habilidade 3 + 1D (5) = 8


Malphas é extremamente rápida. Seus movimentos não podem ser acompanhados pelos olhos dos guerreiros, e assim ela ataca Calíope, atravessando o peito da Musa com apenas um soco, destruíndo tanto armadura quanto tórax. Calíope vomita muito sangue sobre o braço da criatura devido ao ferimento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blazecosmo.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Saga de Malphas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Saga de Malphas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 18 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 10 ... 17, 18, 19, 20  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Blaze Cosmo  :: 
MENU
 :: Registros
-
Ir para: