InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Parceria] Saint Seiya RPG - Santuário RPG
Qui Jun 29, 2017 2:39 pm por Hades

» Final Alternativo - 02
Qui Jun 01, 2017 4:06 pm por Tony.Cyt

» Final Alternativo - 01
Ter Maio 23, 2017 10:46 am por Tony.Fenix

» Schenee - Amazona de Dourado - O Templo
Ter Fev 21, 2017 8:12 pm por SchneeKS

» [Parceria] Realm of Legends - Saint Seiya RPG
Sab Jan 21, 2017 12:06 am por Hades

» A Grande Batalha de Asgard
Seg Dez 26, 2016 5:42 pm por Anthea

» Pantheras e Raika - Um mergulho nas Trevas
Seg Dez 19, 2016 9:17 pm por Tony.Kage

» Aioria de Leão - A Adaga Dourada
Seg Dez 19, 2016 7:28 pm por Mu.

» A Rebelião dos Anjos
Dom Dez 11, 2016 11:29 pm por Grande Mestre

» Scorpio - A queda dos anjos
Qui Dez 08, 2016 5:49 pm por ScorpioKS

» Aella - O Resgate da Armadura
Qui Dez 08, 2016 5:40 pm por Art08

» Morto e Olívia - O Inimigo Atemporal
Dom Dez 04, 2016 10:47 pm por Mortinho

Fichas
ADMs e Narradores

Compartilhe | 
 

 A Tríade Oriental

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 18 ... 30  Seguinte
AutorMensagem
Pantheras

avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 05/03/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sab Set 26, 2015 1:20 pm

Era muito tarde quando cheguei ao Japão, as pessoas já deviam estar em suas casas, dormindo à espera do dia seguinte. Mas em todas as cidades, sem exceção, havia aqueles lugares onde as pessoas vão para se intreter durante a noite, e nem mesmo esses estabelecimentos estavam abertos.

“Está deserto demais aqui. Parece até que as pessoas foram embora. Nem mesmo as luzes estão acesas.” Penso, olhando atentamente para todos os lados.

Finalmente um sinal de vida. Um casal discutindo passava do outro lado da calçada. Felizmente não me viram. O fato de estarem ali diminui um pouco minhas suspeitas sobre algo estranho estar acontecendo na cidade.

- Mas o que?! – Digo eu, quando vejo dois vultos passarem por mim e atacarem aquele casal para devorá-los.

Já era tarde. Essas coisas os mataram antes que eu pudesse agir. Agora eles farejavam o ar, provavelmente na busca pelo meu cheiro. Até onde eu sei, essas coisas não eram meus inimigos, então não fazia sentido me desgastar com elas. Então uso minhas asas e subo até o topo de alguma casa ou prédio bem alto. Iria apenas observá-las.

_________________
Um Demônio em metamorfose. A bela borboleta convidando para o mundo dos mortos...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mortinho

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 13/07/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sab Set 26, 2015 6:16 pm

Penso por uns instantes, seria perigoso a ida dela.

_Se você for, vai ser difícil se tornar amazona, seu cosmo ainda não esta desperto, mas já o senti quando você dormia. Pode ser uma forma de você despertar. Mas, se for comigo, será considerada uma pária para os cavaleiros.

"Ela ainda não era amazona então não faria mal a ela".

-Se você conseguir elevar seu cosmo mesmo que por um milionésimo de segundo pode ir, afinal parece que vamos enfrentar seres de força talvez superior à dos cavaleiros de ouro.

Após o beijo penso ainda mais.

_Não quero perder você. Mas, antes preciso de um favor seu. Quero que entregue uma carta ao Grande Mestre, e não a mostre a ninguem menos que um cavaleiro de ouro. Pode fazer isso?

"Ela não pode ir, levar uma humana lá e sacrificar."

_________________

Ah eu quero morrer....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Antares

avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 15/07/2015
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sab Set 26, 2015 8:38 pm


-Devem ser muito burros para tentarem algo contra o senhor!

Aquele olhar mostrava o para Antares quanto ela era insignificante, apenas mais uma peça em seu jogo.

-Sim, entendido senhor General, Eu NÃO falharei!

"Por pouco não me enrolo, mas a Autoridade dele é tão grande e clara que me faz admira-lo"

Saio a caminho de Sirênia, deixando o general e o pobre coitado para trás.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aiden

avatar

Mensagens : 73
Data de inscrição : 25/06/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sab Set 26, 2015 9:38 pm

Caminha sorrateiro pelo corredor, mantem seu escudo erguido pois temia um ataque vindo pelas costas e por este motivo mantém as costas virada para a parede.

"Tenho que terminar esta missão o quanto antes, é uma verdadeira perda de tempo eu estar aqui tendo que cuidar de assuntos tão fúteis e patéticos como estes, mas acho que minha frustração não durará mais que poucos segundos..."

Pensa encontrando seu alvo que parecia estar preparando-se para fugir. Teria Aiden alertado ele e o mesmo tão breve já esta fugindo de um confronto? Ou teria sido algum traidor meio ao exercito marina avisado deste possivel assassinato?

"Não vou demorar mais que um minuto neste lugar...!!"

O Marina então se coloca dentro do comodo, e inicia sua manobra de ataque...

- Vejo que valoriza estas jóias tanto quanto sua própria vida, devia ter fugido quando pode, sua ganancia o condenou a morte!

Sussurra para si, elevando seu cosmo e colocando-se em pose de ataque, movendo as maos a frente do corpo que imediatamente se transformam em verdadeiras garras afiadas.

Um oceano surge e a imagem do quarto desaparece. Um imenso Tsunami se ergue pelas costas de Aiden, havia junto a onda uma forma humanoide não bem definida, ela parecia carregar e empurrar a onda que se aproxima. Tamanha era a agressividade e magnitude do cosmo que inúmeros raios e faiscas em tom branco e vermelho saltam de sua armadura gerando uma camada de energia instável e extremamente violenta. Como um verdadeiro caçador, o marina podia ver e sentir o quão indefeso estava aquela presa, e aquilo só aumentava seu ódio e sua vontade de aniquila-lo, e o fará sem nenhuma piedade.

O guerreiro parte em direção ao rei-tritão, sua velocidade era insana.

- Este é seu fim...

Em uma manobra eficaz, salta sobre o mesmo tentando agarrar-lo pela cabeça para arremessar com toda veemência que sua força permitia, de preferência por alguma janela ou algo que o jogasse para fora de lá, se possivel, contra uma parede no intuito de atravessa-la. A força era semelhante ao impacto de uma Tsuname.

- Pulverizarei a sua insignificante EXISTÊNCIA!!!! DESAPAREÇA, VERME!!!

Caso tenha sucesso, o corpo da vitima ficaria superficialmente revestido por uma fina camada de água congelada e todo o local próximo ao impacto, era sua marca registada nos sete mares.

off: Explosão de Craton: Cosmo MÁXIMO.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Cyt

avatar

Mensagens : 165
Data de inscrição : 08/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Seg Set 28, 2015 6:56 pm

O escravo nem mesmo reage... Ouço as suas palavras, mas as ignoro...

Apenas assisto o seu corpo ser despedaçado... Logo os outros marinheiros decidem partir pra cima de mim...

Meu primeiro pensamento é em matar todos, mas tinha a missão a cumprir, tinha que chegar ao Japão...

Me movimento de forma que todos cheguem por apenas uma direção até mim...

Tolos... Eu Mandei Todo Mundo Para A Porra Do Trabalho...

Iria usar de toda a minha força para aplicar um tapa à frente do meu corpo de forma a criar uma pressão e derrubá-los... Caso necessário, iria usar da minha velocidade para aplicar novamente a técnica para fazê-los todos caírem ao chão...

Palmas - Criar uma pressão - Caso necessário: Ataque Múltiplo - Quantas vezes julga necessário.

_________________
Pensamento
Fala
Ação



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexia.

avatar

Mensagens : 312
Data de inscrição : 13/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Ter Set 29, 2015 9:45 am

Que história. Fico só imaginando o quanto Morrigan deve ter sofrido com tudo isso. Um circo? Antes de ir, eu abraço emocionada. Me desculpe por não ter estado lá quando vc precisou de mim.

Após essa cena, nós subimos a montanha em direção ao palácio da Lady Amaterasu. Morrigan havia dito que seguíamos esse caminho porque Lorde Susanoo não era muito agradável, mas aquele caminho também não era dos melhores.

“Quanta escuridão. O dia se tornou noite do nada”

No topo dele, víamos um palácio estranho e decadente. Sua porta era guardada por dois monstros, que por algum motivo não tentam impedir o nosso caminho. Quando entramos, somos surpreendidas por um guerreiro que parecia já estar esperando por nós.

“Ele tá mesmo cantando a minha prima?”

Apenas sorrio simpática, tentando ficar um pouco distante para não “segurar vela” para os dois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grande Mestre
Admin
avatar

Mensagens : 459
Data de inscrição : 06/11/2014

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sex Out 02, 2015 12:06 am

Episódio 3 – Os Lordes da Catástrofe


Pantheras:

Quando aqueles seres finalmente olham para trás e o vê, Pantheras usa suas asas e alça vôo em enorme velocidade, alcançando o topo de um apartamento de 30 metros de altura. Lá embaixo, as criaturas urravam e amaldiçoavam a fuga do guerreiro, pois não eram capazes de segui-lo. Mas após algum tempo, elas finalmente desistem e se contentam com o corpo do casal jogado pela calçada.

Do alto, o Espectro apenas assiste aquele banquete macabro. Eram criaturas violentas, com um gosto refinado para a carne humana. Pelo modo como comiam, pareciam bestas, porém, elas socializam entre si e dividem a carne. Pantheras pode notar que havia certa inteligência nelas. Talvez, algo um pouco superior aos gorilas selvagens.

Restaram apenas ossos ensangüentados a atrair moscas. Os monstros celebram o banquete urrando e acariciando suas panças. Então conversam um com outro em uma linguagem primitiva que apenas eles conheciam. E por fim, eles batem em retirada, seguindo caminho para o norte.


Status:
 


Morto:

- Eu não me importo. Não me importa o que os outros Cavaleiros irão pensar de mim.

As palavras da Amazona eram tão firmes e sinceras que por um instante Morto se vê incapaz de negar a idéia louca de levar uma aspirante em uma missão divina como aquela.

- Quando seguimos o caminho para nos tornarmos guerreiros de Athena, também aceitamos a morte. Se eu for morrer, que maneira melhor de fazê-lo ao lado de quem eu amo?

Olívia começa a se concentrar, e então cerra os punhos fazendo muita força. As pedrinhas no chão até se movem e o vento sopra com mais força a grama sob seus pés. Mas o cosmo não se manifesta. Nem mesmo um átimo dele pode ser sentido na guerreira.

- Por quê? Por que eu não consigo manifestar o meu cosmo?!

Com raiva Olívia soca o chão, fazendo apenas um buraco raso. Ela lamentava profundamente a sua incapacidade de manipular a energia do universo em seu interior, mas o pedido de Morto a pega de surpresa, retirando-a um pouco daquele estado emocional.

- Carta ao Grande Mestre? Morto, se ele souber que vc está por perto, ele vai te matar! E... Eu não posso chegar até ele. As portas de seu salão nunca iriam se abrir pra uma Aspirante.

Em meio a conversa, uma sensação ruim chega até o Cavaleiro. Outros cosmos se aproximavam, estes muito mais poderosos que o cosmo dele ou o de Nachi. Eram três. Em cinco minutos estariam ali para cercá-lo. Se eles o flagrasse junto a Olívia, poderia acabar sobrando para a garota...


Status:
 


Antares:

As portas do Suporte Principal novamente se abrem para a guerreira, mas antes que ela se retirasse a risada de Girô pega tanto a ela quanto a Kanon de surpresa. Ele não estava ferido demais e condenado a morte para rir daquela maneira tão satisfatória? Então o assassino diz:

- A sua maldade realmente não tem limites, Kanon de Dragão Marinho. Vai mandar esta pobre garota para desafiar Asuka? Vc não tem pena nem mesmo dos seus subordinados.

Após uma nova risada, as portas do Suporte Principal se fecham logo atrás da Marina. As palavras daquele homem tinham a sua dose de mistério, mas deixava uma coisa bem clara. Se alguém como ele temia Asuka de Gueixa é porque ela não é o tipo de guerreira que se possa subestimar.

A cidade de Sirênia fica bem distante do Templo Submarino, mas não para alguém com a velocidade de Antares. A guerreira é capaz de nadar a 40kms por hora, ultrapassando os mais lépidos seres marinhos. Em muito pouco tempo ela chega àquela civilização onde sereias e tritões faziam a sua vida em veneração ao deus dos mares. Porém, ela chega quando era noite, período em que todos dormiam e as ruas ficavam vazias.

Nem bem havia se aproximado, ela sente o cosmo de um Marina não muito longe de onde estava. Era Aiden, seu companheiro, seu amante. Alguns metros em uma rua reta, ela pode vê-lo de pé na parte superior de um palacete destruído.

Off: Antares pode interagir com Aiden.


Status:
 


Aiden:

Laimion, o rei-tritão, o nota quando era muito tarde. Aiden já estava atrás dele, silencioso como um assassino deve ser. Suas palavras assustam aquele homem de tal modo que tudo que ele pode fazer é gritar e implorar por clemência enquanto é agarrado e vitimado pelo ataque de Aiden. Mas o Marina não dá mostras de se comover com a súplica do traidor. Seu coração era uma pedra de gelo.

Aiden agarra: Força 4 + Habilidade 4 + 1D (1) = FA 9

Laimion: Armadura + Habilidade + 1D = FD 3

Com uma facilidade razoável, o Marina agarra o seu alvo, e expandindo o seu cosmo ele faz todo aquele lugar ser tomado por uma umidade gélida. Aiden faz o movimento para arremessá-lo, a força é semelhante a mais violenta das ondas.

Aiden usa ataque especial arremesso (Explosão de Craton): Água 4 x4 + Habilidade 4 + 1D (5) = FA 29

Laimion: Armadura + 1D = FD 5

O Marina planejava atirar o rei-tritão através de uma janela, mas quando o faz, o corpo dele é lançado com tamanha força que acaba derrubando a parede inteira, e cai em meio a escombros sobre a entrada de seu palacete de corais. O troll lá embaixo foge com toda a algazarra criada, para ele já não valia a pena morrer como seu conviva por um lugar que tendia a ruir.

Aiden havia cumprido com sua missão, mas quando um sorriso de orgulho estava prestes a se formar em seu rosto, é uma expressão de surpresa que o toma. O cosmo de Antares estava perto, muito perto. A guerreira estava a caminhar sobre as ruelas daquela cidade, alguns metros entre ele e a entrada de Sirênia.

Off: Aiden pode interagir com Antares.


Status:
 


Cyttorak:

Era uma quantidade grande de homens raivosos que estava à frente, mas Cyttorak não se intimida, pois sabe que perto dele não eram nada. O gigante movimenta seus braços e tenta usar uma onda de impacto para demonstrar aos escravos a sua força.

Cyttorak (Teste de Força -3): Resultado = 2 (Sucesso)

Uma boa leva daqueles homens tomba diante do convés, sendo empurrados por uma forte onda de impacto proveniente das palmas de suas grandes mãos. Porém, alguns deles permanecem de pé e avançam para atacar o gigante com mãos vazias.

Primeiro Ataque: FA 4
Cyttorak: Armadura 0 + 1D (3) = FD 3

Segundo Ataque: FA 7
Cyttorak: Armadura 0 + 1D (3) = FD 3

Terceiro Ataque: FA 4
Cyttorak: Armadura 0 + 1D (1) = FD 1

Com murros e pontapés, os poucos escravos que ficaram de pé acertam o gigante. Enquanto isso, os que caíram se erguem e aglomeram-se ao redor da briga, deixando Cyttorak cercado contra a proa do galeão.

Off: A ação é sua. Lembre-se que Ares está vendo vc apanhando dos escravos huauha


Status:
 


Aléxia:

A Satélite preferia manter distância dos dois, observando que eles pareciam mesmo ser um casal. Um estava tão encantado com o outro que acabaram esquecendo-se da presença de Aléxia entre eles. Deram os braços e passaram a caminhar mais adentro daquele palácio.

Se é que se podia chamar um lugar como aquele de palácio... Estava caindo aos pedaços. Suas paredes já estava manchadas pelas eras, o teto tinha buracos por onde raios lunares entravam indiscriminadamente, e apenas poucas piras de fogo traziam uma iluminação muito fraca ao lugar.

Aléxia podia ouvir vozes enquanto cruzava alguns cômodos, mas não sentia a vida em lugar nenhum. Devia ser esta a sensação de se entrar em um local assombrado. Porém, a saída daquele palácio rapidamente é alcançada quando o trio chega a um pátio feito de pedra com uma ponte dourada até o pátio de um palácio mais distante e chamativo. Os dois enamorados continuavam incapazes de desgrudar os olhos um do outro, Morrigan naquelas roupas pretas de motoqueiro e o homem em sua armadura escura com a enorme espada nas costas.

- Tenho que ir agora, Hideki. Lorde Tsukoyomi deve estar sentindo a minha falta.
- É claro, Morrigan. Mal posso ver a hora de vê-la novamente.

Morrigan sorri com o novo elogio e delicadamente beija os lábios do guerreiro japonês.

- Até mais, Retalhador...


Status:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blazecosmo.forumeiros.com
Mortinho

avatar

Mensagens : 110
Data de inscrição : 13/07/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sex Out 02, 2015 10:12 am

Eu sabia que Olivia jamais chegaria ao grande mestre, mas imaginava que para chegar lá teria que passar pelas 12 casas e os cavaleiros de ouro poderiam me ajudar, eles deveriam estar querendo ir até o Japão, mas pela proibição da deusa estavam atados. Seus corações queriam ajudar, e eu pediria para não deixar Olivia sair do santuário até a deusa voltar a sorrir, que seria quando eu tivesse resolvido a situação. Como já sou estigmatizado não me importaria de ter mais cavaleiros querendo me matar, mas eu já teria salvo Athena e ajudado com o que ela merecia.

_Assim que voltar eu vou te ajudar a usar seu cosmo. A primeira vez é complicado, mas depois natural...

Paro por um instante, 3 cosmos poderosos vinham até aqui onde estava e isso seria perigoso para Olivia. Olho para ela com espanto.

_Não saia daqui - digo com a voz mais cadavérica possível - e coloque a mascara, terei mais visitas.

Saio saltando para longe o mais rápido que posso os atraindo com meu cosmo. Eles não poderiam pegar Olivia e quando eu estivesse bem longe e eles longe dela iria para o monte Yomotsu despista-los.

_________________

Ah eu quero morrer....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tony.Cyt

avatar

Mensagens : 165
Data de inscrição : 08/04/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Sex Out 02, 2015 4:00 pm

Grande parte dos escravos caem ao chão, mas alguns se levantam e me atingem com socos, fazendo um pouco de sangue escorrer do meu corpo...

Olho para o escravos e sorrio...

1... 2... 3... 4... Pronto... 4 de vocês iram ficar vivos... O resto vai morrer...

Avançaria andando na direção dos escravos, meu cosmo rugia invocando a minha couraça... Se eles queria desafiar um Berseker... Teriam que aguentar as consequencias... Andando iria aplicando golpes ao escravos a volta... Iria em cada escravo esmagar os seus cranios com as mãos...

Ataque Multiplo - Numero de Golpes: 4 - Custo: 6 - Alvo: Escravos a volta

_________________
Pensamento
Fala
Ação



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aiden

avatar

Mensagens : 73
Data de inscrição : 25/06/2015

MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   Dom Out 04, 2015 8:18 am

- Huhuhu... HAHAHAHA!!! AAAAAAAAAAHAHAHAHAHA!!

A visão da cena se estende ate o local de impacto e onde esta o corpo do Rei Tritao e percorre todo caminho ate apresentar o Marina que observa de longe o resultado de seu golpe.

- Com certeza ele esta morto depois deste golpe...

Seu cosmo ainda ardia intensamente, e era possivel ver o amedrontamento que casou anquele lugar, ate mesmo os Trolls corriam de la. Era um fato que Aiden tinha muito desejo de ir e destruir todo exercito naquele lugar, mas sua disciplina o mantinha fixado em seu objetivo.

O guerreiro então salta e corre em direção ao corpo do tritão, ele ja estava convicto de sua vitoria. Ja proximo, desacelera e em passos lentos se aproxima do tritão, o local estava revestido por uma fina camada congelante que reluzia a luz do cosmo de Aiden. Seus passos ecoam um tintilar metalico e agudo, se o tritão ainda estivesse vivo, com certeza aquela seria uma cena aterrorizante.

- Hrum!

Comuma das maos ergue o corpo da vitima poucos centímetros do chão, e com a outra mão a endaga como uma lança para perfurar o corpo dele mirando no pescoço.

- Levarei este presente para nosso senhor Kanon, quem sabe isso não acalme aquele humor insuportável que ele tem... Huhuhuh... HAHAHAHAHA!!!

Sua maos revestida de gelo com uma ponta cortante, rasga o espaço em direção ao pescoço parando imediatamente ao triscar-lo, provocando apenas um pequeno furinho e um a singela gota de sangue que escorre pela lateral.

- Hum!?

Seus olhos fitam se voltam para frente assustado ao sentir um cosmo familiar, era Antares que estava la.

- Mas, o que faz aqui?!

Diz surpreso ao ver a Marina se aproximando, teria Kanon duvidado de sua capacidade em concluir a missão? O Marina parecia frustrado com aquela aparição, mantendo a vitima ainda sobre suas garras, fitando Antares a espera de respostas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Tríade Oriental   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Tríade Oriental
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 30Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 18 ... 30  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Blaze Cosmo  :: 
JOGAR
 :: Sagas
-
Ir para: